Erros refrativos: causas e tratamentos

Em todo o mundo, os problemas visuais mais comuns são os erros de refração. Na refração, a luminosidade de um ambiente passa para o interior do globo ocular, atravessando as diferentes estruturas do interior do olho e formando a imagem na retina (que fica no fundo do olho). Quando a luz não chega com nitidez na retina, ocorre um erro de refração. Isso pode ocorrer pelo tamanho do globo ocular, opacidade dos meios ópticos ou irregularidades na córnea (camada externa que reveste anteriormente o olho). 1329110_25907993

Pacientes que possuem falhas de refração podem apresentar desconforto nos olhos, dificuldade para focalizar objetos, dificuldade para leitura, dores de cabeça e dificuldade para enxergar de perto ou de longe.

Tipos de erros de refração:

Miopia: Na visão míope, a córnea é muito curva, fazendo com que a imagem captada focalize-se antes da retina, provocando distorção das imagens distantes, ou seja, as pessoas míopes enxergam bem de perto, mas a visão para longe é ruim.

 miopia

 

Hipermetropia: Na visão hipermétrope, a córnea é muito plana ou o olho é menor do que o normal, fazendo com que a imagem captada se focalize depois da retina, provocando distorção das imagens de perto. Se a hipermetropia por mais elevada, pode também ocorrer dificuldade para enxergar de longe.

 hipermetropia

 

Astigmatismo: Na visão com astigmatismo, a córnea tem um formato irregular e apresenta ângulos diferentes, fazendo com que a imagem captada focalize-se em vários pontos da retina, provocando distorção das imagens de longe e de perto.

 Astigmatismo

 

Presbiopia: Também chamada de vista cansada, acontece quando o cristalino (lente natural do olho) envelhece naturalmente. Isso ocasiona redução gradativa da visão para perto, fazendo com que as pessoas afastem os objetos do olho para enxergar melhor. Esse problema geralmente se manifesta após os 40 anos de idade.

Tratamento

Geralmente, os erros refrativos podem ser corrigidos provisoriamente com uso de óculos ou lentes de contato. Para eliminação definitiva das falhas de refração é necessária a realização de cirurgia refrativa, que proporciona resultados seguros e eficazes na melhoria da visão.

O candidato à cirurgia refrativa, deve estar sem variação de grau há pelo menos um ano, possuir idade superior a 18 anos e ter córneas saudáveis, que serão avaliadas pelo oftalmologista por meio dos exames pré-operatórios.

0 comentários

Deixe seu comentário