Afinal, o que é o estrabismo?

A Síndrome do Olho preguiçoso é o desvio ou desalinhamento de um olho. Isto é geralmente uma manifestação de ambliopia ou estrabismo. A ambliopia não é um problema no olho em si, mas pode causar problemas de visão. Ela se caracteriza por um problema de desenvolvimento da ligação olho-cérebro: o cérebro basicamente aprendeu a ignorar as informações de um dos olhos.

Pacientes estrábicos também são mais suscetíveis ao “olho preguiçoso”. O estrabismo é um desalinhamento dos olhos. Os seis músculos que os rodeiam e que ajudam a focar os olhos não funcionam em conjunto de forma adequada.

Quando os músculos dos olhos não conseguem alinhar os olhos de forma adequada, especialmente durante o desenvolvimento, o cérebro recebe uma imagem diferente de cada olho. O cérebro resolve esta confusão ignorando sistematicamente uma das imagens. Isto faz com que um olho não seja usado e com que a área correspondente do cérebro fique subdesenvolvida.

Outra causa comum é um erro refrativo (miopia, hipermetropia ou astigmatismo) maior em um dos olhos. Isso também provoca uma informação descombinada, sendo que a precedência de um dos olhos faz com que o cérebro ignore a informação do outro.

Tudo o que crie este tipo de desequilíbrio visual pode também provocar ambliopia. Isso inclui cataratas na infância, lentes turvas, diferenças de forma ou de tamanho e outras anomalias anatômicas ou estruturais.

Tratamento

Quanto mais cedo se descobre e trata um olho preguiçoso, melhores são as hipóteses de sucesso. Contudo, o tratamento do olho preguiçoso em adultos é igualmente eficaz, especialmente se existir uma forte motivação e empenho. Estudos revelam uma acentuada melhoria na acuidade visual do olho mais fraco em pacientes mais velhos, embora frequentemente com velocidade, grau e extensão da recuperação reduzidos.

O tratamento da ambliopia visa corrigir problemas de visão e treinar novamente a ligação olho-cérebro. Problemas tais como cataratas e erros refrativos precisam ser corrigidos em primeiro lugar e com prioridade. Em alguns casos, corrigir a visão do olho mais fraco ou preguiçoso é suficiente para resolver o problema.

Ocasionalmente, até mesmo a correção da ambliopia não resolve problemas de estrabismo que mantêm os olhos desalinhados. Nesses casos, é realizada a cirurgia de estrabismo. Nesse procedimento, um oftalmologista especializado em estrabismo realiza o encurtamento de um músculo, o fortalecendo, ou o “estica”, causando enfraquecimento.

Exercícios para os olhos

Em uma pequena parte dos casos, um desalinhamento sutil devido à insuficiência da convergência (os olhos têm dificuldade em olhar para dentro focar em objetos próximos) pode ser corrigido com exercícios para os músculos dos olhos.

Durante o tratamento, o olho mais forte é bloqueado para treinar o cérebro para começar a reconhecer a imagem do olho amblíope ou preguiçoso.

Sintomas

Os sintomas mais comuns de olho preguiçoso são o desvio ou desalinhamento do olho. Porém, um olho preguiçoso pode provocar graves problemas de visão como rápida perda de acuidade visual no olho preguiçoso, perda de visão binocular, provocando incapacidade de medir a profundidade e perda de visão no olho mais forte, uma vez que os problemas que tipicamente ocorrem em ambos os olhos afetam primeiro o olho mais forte.

É importante observar que quanto mais cedo um olho preguiçoso é tratado, melhores são as chances de sucesso. A qualquer sinal de anormalidades visuais, o oftalmologista deve ser consultado.

0 comentários

Deixe seu comentário